Slidefy Talks #01 – Anna Britto

Slidefy Talks #01 – Anna Britto

Olá leitores! Hoje estreamos aqui no blog a seção Slidefy Talks onde vamos trazer alguns profissionais do mercado para contar um pouco da sua experiência para vocês.

A nossa primeira entrevistada é a Anna Britto Almeida – Sócia/Diretora Executiva da Blüm Desenvolvimento Humano.

Vamos às perguntas?

Anna, pra começar nossa entrevista gostaria de saber um pouco mais sobre você e sobre as suas experiências no mundo corporativo até então.

Bom, falar sobre mim requer falar também da Anna em casa, ok? Sou mineira, filha e neta mais velha de uma família que amo muito. A minha infância no interior de MG é o meu melhor pilar, família – esportes – estudos, os esportes sempre estiveram presentes na minha vida, assim como as grandes amizades que fiz através dele.

Eu vim para Salvador para cursar a faculdade de Administração de Empresas pela Facudade Ruy Barbosa, e aqui me projetei profissionalmente.

Sou casada, mãe de dois filhos e tenho dois enteados que completam a minha “big family” , minha paixão.

Possuo MBA em Gestão de Pessoas pela UFBA. Especialização em Liderança Organizacional pela FDC – Fundação Dom Cabral.

Atualmente venho diversificando a minha carreira para a área de saúde, portanto, escolhi fazer uma Pós Graduação no Einstein em São Paulo de Bases de Saúde Integrativa e Bem Estar.

Também sou Coach pela NLG – NeuroLeadership Group credenciada pela ICF – Internacional Coach Federation, onde tenho me realizado como profissional.

Nesses 18 anos atuando em gestão de pessoas acredito que você já teve a oportunidade de colaborar com diversos tipos e estilos de líderes, qual o papel da boa comunicação com a equipe no desempenho desses líderes?

Uma boa comunicação é aquela que há coerência entre o que fala, observa e faz através de exemplo a ser seguido. E não é algo fácil! A ação de melhor comunicar é um exercício diário que requer muita empatia por parte, principalmente, do líder. Um excelente líder é aquele imprime clareza da visão e os valores da organização; que mantém interesse genuíno por cada um, e que engaja as pessoas no desdobramento e implantação da estratégia, criando comprometimento. É nisso que acredito e que sempre procurei ser.

Recentemente você embarcou em um novo desafio com a criação da Blum Desenvolvimento Humano, poderia nos contar um pouco mais sobre a empresa?

Desde a faculdade meu sonho era entrar em uma Big Four, lembra das Big’s? Então, realizei meu sonho, fui Deloitte e depois Performance, excelentes consultorias, que foram verdadeiras escolas de negócio e de gente. Nestas excelentes empresas, decidi me desenvolver na área de Recursos Humanos, foi onde tudo começou. Posteriormente tive o prazer de trabalhar em 3 clientes meus de consultoria. E hoje retomo o lado de onde iniciei.

A Blüm tem apenas 7 meses, foi criada com muito amor, amizade e crença. Com o propósito de transformar e cocriar junto com empresas e pessoas todas as nossas expertises. Fiz várias formações de metodologias ágeis, sempre imprimi uma gestão de Recursos Humanos focada em resultados e qualidade, este é meu propósito, trabalhar para gerar excelente resultados, mas com pessoas felizes e produtivas. Desejo que a Blüm consiga extrair de mim toda a minha energia a serviço deste propósito.

Por muito tempo você cuidou do clima e das equipes de outras organizações, agora do ponto de vista de empreendedora, qual o peso de uma comunicação eficiente para o bom desempenho do seu negócio?

Quase que total! E totalmente diferente quando comunicamos para uma equipe que faz parte da mesma organização, onde tudo pode ser fascinante. Entretanto tudo muda quando você se concentra em um publico que está em processo de formação e conquista.

Reputação para mim é tudo. A Blüm procura ter uma comunicação generosa, transparente, gregária e que busca empatia com o nosso público. Tudo é feito com muito esmero, temos um time muito bem qualificado e trabalhando a quatro mãos.

Nem todo mundo tem facilidade em se expor em frente ao público, você acredita que ter uma apresentação bem estruturada facilita esse processo?

Acredito que quase todo mundo já sentiu medo de falar em público. Existem estudos que mostram que o falar em público é maior que o medo da morte, acredite!

Somos seres essencialmente sociais, queremos ser respeitados e bem quistos, e também somos nossos maiores críticos.

Deveríamos aprender na escola falar em público. Se tivermos autenticidade, certamente já é meio caminho andado, e complementando a palavra falada com uma apresentação bem estruturada é algo poderoso na maioria das palestras. Mas não pode ser uma muleta.

Mas que uma apresentação bem feita, limpa e interessante me deixa encantada, é fato! Se o palestrante não for tão bom, a apresentação me prenderá pelo menos ver todos os detalhes de como ela provavelmente foi feita.

Na sua carreira você já deve ter participado de diversos eventos e assistido a várias apresentações. Você lembra de alguma que te marcou? Seja de forma positiva ou negativa.

Nossa! Realmente já participei de grandes apresentações, com efeitos fabulosos. Mas para mim o evento com a apresentação mais emocionante foi quando montei a Convenção de Líderes da última empresa que trabalhei. Foi um lindo momento na minha carreira, gerir um evento de grande porte. Tudo foi feito com sintonia e envolvimento de todos. Fiquei muito emocionada ao longo da jornada pois tudo estava lindo e com muito amor envolvido.